15 de janeiro de 2003

Portishead, in Dummy
by Beth Gibbons


biscuit

I'm lost and found,
Stranger things have come your way,
Its just I'm scared,
Got hurt a long time ago,
Can't make myself hurt,
No matter how hard I scream

Oh sensation,
Its in slave of sensation,

Fully fed yet I still hunger,
Torn inside,
Haunted I tell myself yet I still wander,
Down inside,
Its tearing me apart

Oh sensation,
Its in slave of sensation,
I'll never fall in love again,
It's all over now

At last relief,
A mother's son has left me sheer,
The shores I seek,
Are crimson valley distant,
Can't make myself hurt,
No matter how hard I scream

Oh sensation,
Sin slave of sensation,
I'll never fall in love again,
It's over now



que mais dizer por entre as brancas linhas do blog? que mais acrescentar? não preciso de nada daquilo que me dás: a indiferença e as propositadas feridas abertas na carne ardem-me na pontas dos dedos frios....

perguntam-me por ti sem se referirem ao teu nome. por meu sincero e expresso pedido, é certo, mas, ainda assim, sem se referirem ao teu nome.... perguntam-me por ti. e a mera referência não me faz nem tremer... confundirei alguma vez, teu nome, numa lista telefónica? ou encontrar-te-ei, um dia, longe de tua casa, por acaso, nalguma rua suficientemente larga para poderes mudar de passeio sem que te veja?

no teu nome lia-se desejo naquela tarde e, por mais que o soletrasse, a conjunção de todas as letras continuava a ser "desejo"...

dentro de mim há algo que se parte, indiferentemente àquilo que deixei para trás... que foi tanto... e nada mais te tenho a dizer. nada mais a escrever... e ainda nada mais a actualizar...