9 de março de 2003

long time no see but wish.....

� verdade, sempre tiveste raz�o nisso: quem � vivo e desejado... sempre aparece. nem que seja nas p�ginas de um jornal, na �ltima coluna, numa rec�ndita e meaningless sec��o do mesmo... nem que seja num guardanapo, num recado escrito a tinta de pequenos almo�os fugidios...

"o tempo � um ch�o que ningu�m pisou"
e, no entanto, vejo tantas pegadas tuas � volta da minha casa...


lia a P�blica, um artigo qualquer enquanto esperava pelo final do download de uma m�sica, quando me lembrei da tua cara, no dia em que nos conhecemos, a moldura do teu sorriso, por debaixo daqueles �culos escuros (que eu detesto, embora sejam os que prefiras) e contra o c�u azul, o amarelo forte do bar de praia, o som das ondas ao fundo... e sim, eu a pagar a conta! soltei uma gargalhada e abstra�-me completamente do artigo sobre a fome no mundo. foi uma recorda��o engra�ada... tive vontade de te ligar, rir-me da praia contigo...

is anybody out there
i reach my hand

nobody.
(que � como quem diz)
ningu�m.

Sem comentários: