21 de abril de 2003

(banda sonora deste blog : beth gibbons & rustin man - sand river)

ora bolas! a Teresa adiantou-se! :(

enfim... fartei-me de rir na mesma ;)) j� n se pode dizer nada, hem?

bem, fa�o-te companhia, parece que tamb�m sou uma ghandi!

hoje sonhei com uma pessoa me � muito querida. com quem n�o falo (ou melhor, que n�o me fala - h� consci�ncias muito pesadas que impedem as palavras de sair...) h� muito tempo. podemos considerar muitas pessoas como queridas para n�s sem que ocupemos o mesmo estatuto nas suas vidas.

no outro dia, um amigo meu dizia-me que os constrangimentos est�o, �nica e exclusivamente, na minha cabe�a... mas a "cabe�a" de algu�m cont�m sempre mist�rios insond�veis... e h� sempre aqueles que n�s adoradiamos desvendar... como os constrangimentos, as obcess�es... por exemplo... pra s� falar daquela que conhe�o melhor (se � que se pode conhecer bem uma cabe�a...)

ontem foi P�scoa (...quer dizer, por aqui ainda � no dia de hoje mas enfim...). depois do compasso, onde me engasguei e me esqueci de tirar o som � televis�o (o que fez com que a visita pascal fosse uma salsada de ora��o e de um programa da tarde da RTP1 que a minha av� estava a ver... o que vale � que n�o estava nenhum tipo a cantar!), aproveitei para arrumar uma das minhas mesinhas de cabeceira, que tinha andado a remexer na noite anterior at� horas impr�prias (de acordo com os meus pais j� ando, novamente, a trocar os dias pelas noites).

resultado: tr�s sacas de revistas antigas, bilhetes de comboio, metro, folhas com n�meros de telefone, caixas vazias, pap�is soltos com dedicat�rias, recados, poemas, enfim... n�o sei como consegui acumular tanto lixo numa mesinha t�o pequenina. mas encontrei uma oferta de paz para acabar com constrangimentos, encontrei tanta da minha vida que tinha esquecido...

voltei ent�o ao m�todo corrente: caixa, arruma��o por temas. cada coisa � sua caixa. e depois...

depois h� coisas que n�o se conseguem arrumar em caixas... porque, simplesmente, n�o existem materialmente.

bem, este post j� vai longo... agora n�o me apetece mais...

Sem comentários: