23 de maio de 2003

acordei bem disposta...
o teu corpo na minha cama, para que o pudesse ver toda a noite, em todos os momentos em que acordei por te ter a meu lado...
e n�o, n�o quero saber de nada mais.


David Mour�o Ferreira

E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses oceanos
E por vezes os bra�os que apertamos
nunca mais s�o os mesmos E por vezes

encontramos de n�s em poucos meses
o que a noite no fez em muitos anos

E por vezes fingimos que encontramos
E por vezes lembramos que por vezes

ao tomarmos o gosto aos oceanos
s� o sarro das noites n�o dos meses
l� no fundo dos copos encontramos

E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes oh por vezes
num segundo se evoluam tantos anos.

Sem comentários: