31 de outubro de 2003

uma última entrada antes de ir de fim de semana...

já não vou a casa há muito tempo. não que tenha propriamente muitas saudades mas mais uma questão de avolumar excessivo de roupa para lavar... ;)

gostei desta imagem da shiro... é exactamente assim que estou a sentir...


29 de outubro de 2003

novo look... não sei se será definitivo... aguardo as vossas opiniões...

28 de outubro de 2003

aqui está no que acredito... call me a believer :)


Ben Harper in Diamonds on the inside


With my own two hands



I can change the world
With my own two hands
Make a better place
With my own two hands
Make a kinder place
With my own two hands

With my own
With my own two hands
I can make peace on earth
With my own two hands
I can clean up the earth
With my own two hands
I can reach out to you
With my own two hands
With my own
With my own two hands


I'm gonna make it a brighter place
I'm gonna make it a safer place
I'm gonna help the human race
With my own
With my own two hands


I can hold you
With my own two hands
I can comfort you
With my own two hands
But you got to use
Use your own two hands

Use your own
Use your own two hands

With our own
With our own two hands
With my own
With my own two hands

tenho saudades de escrever aqui...

recomecei a escrever algumas linhas de maior ficção... daquelas que, depois de muitas juntas se assemelham tanto à realidade que quase não as conseguimos distinguir dela...

tenho saudades de escrever sem tempo... estou farta de tanta coisa... parar muito tempo, indefinidamente, escrever até doer... "as coisas visíveis nunca reais"...

tenho saudades de escrever aqui mas não me apetece mais... talvez depois...

26 de outubro de 2003


como os dias se repetem à distância do tempo...

saíres da minha vida é uma rotina como qualquer outra. saíres da minha vida não é mais nem menos comum que os dias de sol.

sabes como é que eu sei que isto não vai resultar? porque o número de vezes que sorris é bem menor que as vezes em que não o fazes.
há dias parecidos, ao longo dos tempos. há dias iguais até.

mas é pela diferença que primamos e é o que nos é exterior que procuramos.

se não te quero olhar é por te sentir estranha e exterior, sem que te consiga ver abaixo do nível da pele.
nada sinto que não o teu impermeável silêncio por entre os minutos.

minha vida... palavras como intervalos dos silêncios.
nada tens a preocupar-te. 600 km serão suficientes para que a minha presença rapidamente se desvaneça dos teus dias.

há distâncias que ajudam a esquecer.
a tua é uma delas.


21 de outubro de 2003

tindersticks no coliseu: fantástico, brilhante!


surpreendente. não tenho muito mais palavras. o ponto alto foi, de facto tiny tears. toda a gente a cantar...

estás doente... fico preocupada, como não?
o meu mundo preparado para a tua chegada e não vens... viagens que ficam por fazer, palavras que ficam por dizer. irei eu ter contigo.



a preocupação de ser eu no gestos e no olhar, a preocupação de te ver...



e sim, joana, provavelmente tens razão ao dizer que não sou como os outros, que não sou normal. mas também nunca fiz por isso e primar pela diferença é uma qualidade que aprecio bastante e gosto de cultivar. não ser diferente por ser mas pura e simplesmente por ser essa a essência do indivíduo. assim como tu própria és diferente e particular do resto da multidão, assim como o teu próprio olhar te leva a ver as coisas de forma distinta e especial...

o mundo não é um lugar singular, felizmente...

obg pela confiança. foi uma boa confissão, a de ontem...

16 de outubro de 2003

há dias em que fico speechless...

hoje é um desses dias. caminhar pela miguel bombarda e passear pelo palácio de cristal deixa-me sempre sem palavras.
com uma enorme vontade de te mostrar, pelos meus olhos, o douro, a arrábida, o verde, a neblina que hoje pairava pela foz...

hoje pensei muito no futuro. conversas paralelas sobre a insegurança do que virá a seguir a tudo isto. a azáfama de ideias que pairam sobre mim e me deixam extenuada...

vou tomar um café. faz-me falta alguma cafeína no sangue e a familiaridade do "caloirinho"

13 de outubro de 2003




as memorias que trouxe comigo recheam-me ainda os dias que passo longe de ti. ha imagens que ficaram gravadas sem que o papel fotografico se manche com a tua imagem.

a cobardia foi dita, ainda estou longe... muito longe do teu rosto e do dia em que o voltarei a tocar.

e se os teus dias passam em silencio os meus sao vividos numa turbolencia entorpecida pelas horas que teimam em nao passar entre nos. no espaco que vai do meu ao teu corpo.

tenho saudades tuas.

8 de outubro de 2003

tenho os lábios secos.

doem-me os olhos e não sei até que ponto isso é normal. estou algo cansada.

há demasiado espaço entre nós

6 de outubro de 2003

fim de primeiro dia de aulas. gestão de informação foi eleita, após quinze exaustivos minutos, como a disciplina mais aborrecida do primeiro semestre. está montes de gente na faculdade. at� já parecemos um curso a sério!

de qualquer forma estive a arranjar este novo template... que ainda � tempor�rio... n�o � bem isto que eu tinha em mente...

não vou deixar de (voltar a) referir o meliante. não só por ser o blog do joão mas especialmente por ter críticas bem escritas e bem feitas.


esta crítica da actualidade vem um pouco tarde demais mas...

a polémica da entrada da filha de Martins da Cruz na universidade através da assinatura de um estatuto excepcional para que esta pudesse, através dele, aceder ao ensino superior é mais uma prova concreta de corrupção. após este escândalo a atitude correcta seria a demissão dos dois ministros. ta, como já pudemos observar, não aconteceu. pedro lynce demitiu-se, tonando-se assim o bode expiatório de toda esta situação, o sacrificado. à sua demissão, dever-se-iam seguir a do director da Direcção Geral do Ensino Superior (DGES) (que na televisão afirmou existirem "excepções não compreendidas na lei") e a do próprio Martins da Cruz.
ninguém, no seu perfeito juízo e em consciência acredita que este não tinha conhecimento da existência do requerimento. aliás, o próprio admitiu que a filha se aconselhou juridicamente acerca deste assunto - procedimento perfeitamente natural para quem se candidata a ensino superior.
template temporário... que acham??? 


é verdade, o joão já tem um blog... o meliante... não deixem de passar por lá

3 de outubro de 2003

estou mesmo de volta...
as aulas começam segunda feira... não é uma notícia que me apraze por aí além...

mas estou de volta de longe... de muito longe...

tomei um banho, algo no estômago a reconfortar... doem-me os olhos...não pela luminosidade ou por alguma sequela da operação mas por tua causa... e não é tudo culpa tua mas a dor nos meus olhos é efeito do que causaste (não eras tu que me falavas da causa-efeito?). escrevi-te muito... e disseram-me que o espaço que já existe entre nós não é suficiente, que tenho de te dar mais. e não, não concordei contigo e com o que disseste ontem, se calhar não fui suficientemente explícita nesse ponto. sim, as minhas mãos ainda cheiram a ti.



tive pena que, nos teus poemas não tenhas um com o meu nome por título (queria ter-to dito enquanto o cafá ainda aquecia o meu peito mas pensei que não compreenderias...)