4 de novembro de 2003




há cores que mexem comigo. o vermelho, por exemplo... e há as folhas das árvores, aquelas que não caem no outono, apesar do tempo estar mais frio e convide ao aconchego.


trabalho à minha espera, como quem ansiasse a minha presença permanente.


tenho um mês para escrever sobre o Porto, tenho um mês para ver a liberdade. datas impostas, organização simbólica do tempo no espaço.

by nan goldin





há imagens que me ficam na retina, sem que tenha onde as passar para o papel, a viagem que faço até ti, as imagens que passam por mim na janela, o teu olhar, a curva do teu pescoço e das tuas pernas, o subtil contorno do teu corpo...

tenho pensado em ir para longe, para muito longe...



os meus olhos estão bem, recuperação em boa forma, visão raio-x... uma beleza... agora só para o ano...