21 de fevereiro de 2004

apesar das notícias menos boas...


sim, a minha cara é de felicidade. e sim, estava feliz quando disseste "tens uma cara tão feliz". porque estava.

não tirei nenhuma fotografia (reparaste...). mas não foi preciso. tenho-te em mim. tão presente como os dias frios que estão. sinto já a falta de acordar contigo, os vinte minutos que antecedem o abrir os olhos. o teu corpo procurando o meu, adaptação à anatomia.

o beijo molhado de quem precisa ir... a cama vazia de quem fica à espera...

os dias esvaziam-se de ti.




o que sei: poucas verdades. como a tua barriga ser uma praia de areias brancas.