14 de junho de 2006

storms



trovoada e relâmpagos incessantes. do norte ao sul do país.

chuvas inesperadas no calor de junho. noites barulhentas, desassossegadas. como se o céu desabasse. como se o mundo terminasse. como se tudo isto fosse o fim do mundo.
faltando-me as palavras para te descrever a violência da minha insónia. como tudo se revolta quando eu passo. fios de luz que descem dos céus. a 10 a 5 metros de mim.

põe os bombeiros de prevenção.
eu pretendo seguir viagem.


Well my heart knows me better than I know myself
So I'm gonna let it do all the talking.
daqui

Sem comentários: