23 de outubro de 2006

news for today

kurt halsey
"we just weren't meant to be together"



revisito lugares antigos, cujas histórias se podem ouvir apenas por encostar o ouvido à pedra antiga e rugosa que sustêm as casas, as muralhas, os séculos e as décadas que as desgastaram.

e posso ouvir por estes dias a chuva que bate nos vidros da janela.

esteja onde estiver... há dias que te respiram sem que nada mais possa acontecer no mundo. e na capa dos jornais vejo as gordas escreverem: "hoje, nada mais acontece senão tu".




nouvelle vague, bande à part
waves

18 de outubro de 2006

roots

quando vemos que não é este o nosso chão...

quando vemos que estas raízes que pensavamos ter plantado não são afinal tão profundas nem da espécie que pensavamos (pensavamos um sobreiro, saíu-nos um carvalho...).

quando sentimos, quando sabemos (quando o saber se apodera de nós, quando a consciência do que as coisas são nos atinge) que não somos quem pensávamos que éramos. que as pessoas que nos rodeiam não são quem pensávamos que eram....


são raízes que mirram e morrem. na urgência de uma poda eminente.

17 de outubro de 2006

simple things


Nunca são as coisas mais simples que aparecem
quando as esperamos. O que é mais simples,
como o amor, ou o mais evidente dos sorrisos, não se
encontra no curso previsível da vida. Porém, se
nos distraímos do calendário, ou se o acaso dos passos
nos empurrou para fora do caminho habitual,
então as coisas são outras. Nada do que se espera
transforma o que somos se não for isso:
um desvio no olhar; ou a mão que se demora
no teu ombro, forçando uma aproximação
dos lábios.

Nuno Júdice

15 de outubro de 2006

front of

Stop breathing I'm trying to get some sleep
Stop breathing allow me to repeat
Keep breathing I guess it would disturb
Keep breathing the road is getting long

os dias compassam-se na respiração tranquila de quem nada espera.
enregelo apesar de me estar a mover. enregelo apesar de caminhar decididamente ao encontro da meta que me estabeleci. enregelo e tenho de parar um pouco. um pouco mais cedo. um pouco mais. adormecimento que toma conta de mim. como se de alguma doença tropical se tratasse.

e digo pouco. digo pouco àqueles que me rodeiam e que tão pouco sabem sobre quem eu sou.

mal sabem eles que eu sou tudo. que posso ser tudo. e que em tudo me transformo e me transmuto.

o mundo muda. e eu com ele.


Maybe I will find you in another place
Maybe I will find you with somebody else
The things that we run off
The things that they said us
Though we try to move over
After all that we saw
The stage is clear, the view is soft
But it's so cold, is warm enough
The game is set, and too much players again,
And here we are, in front of them again

Keep breathing I'm trying to get some sleep
Stop breathing allow me to repeat
Keep breathing this game it makes no sense
Stop breathing
Maybe I will find you in another place
Maybe I will find you with somebody else
The things that we run off
The things that they said us
Though we try to move over
After all that we saw
The stage is clear, the view is soft
But it's so cold, is warm enough
The game is set, and too much players again,
And here we are, in front of them again
the gift, front of

14 de outubro de 2006

13 de outubro de 2006

thinking of you

estou a pensar em ti. são 3 da manhã e eu penso em ti. e como me apeteceu chegar perto de ti e roçar a minha cara na tua. como me apeteceu pedir-te que me fizesses um movimento de protecção. nem que fosse levares-me prá neve como fazes com os "flavour of the month".

já não me lembrava de ti. passou muito tempo. muito tempo mesmo. o tempo dos verbos e das acções concretas, concretizáveis, já passou.
mas hoje penso em ti e no tempo que passou entre nós. e em todas as palavras, todos os verbos de onde partimos. e agora, o ponto onde estamos, o ponto em que eu sou a pessoa que melhor te conhece sem que isso realmente interesse.sem que isso faça realmente uma diferença. uma qualquer diferença.

ir-me embora não me faz diferença. saber que não nos vamos ver durante muito tempo, não me faz diferença. sinto falta de onde tudo começou. mas não quero nada que não seja meu. nem sequer uma viagem à neve que este "flavour of the month" nunca teve.

é tarde. o pensamento de ti adormece no cansaço tranquilo que me toma.

test me test me!

Global Personality Test Results
Stability (73%) high which suggests you are very relaxed, calm, secure, and optimistic..
Orderliness (36%) moderately low which suggests you are, at times, overly flexible, improvised, and fun seeking at the expense of reliability, work ethic, and long term accomplishment.
Extraversion (63%) moderately high which suggests you are, at times, overly talkative, outgoing, sociable and interacting at the expense of developing your own individual interests and internally based identity.
Take Free Global Personality Test
personality tests by similarminds.com

8 de outubro de 2006

sarcasmo e ironia....

You Have Your Sarcastic Moments

While you're not sarcastic at all times, you definitely have a cynical edge.
In your opinion, not all people are annoying. Some are dead!
And although you do have your genuine moments, you can't help getting your zingers in.
Some people might be a little hurt by your sarcasm, but it's more likely they think you're hilarious.



true true and more true!

2 de outubro de 2006

human nature

mais uma foto da .j.

um mapa que me guie. por entre as artes e desastres da natureza humana que me mostra a sua faceta mais crua em dias cheios de chuva. neste outono que veio para ficar... e há esta urgência de me reconhecer como humana... de reconhecer em mim as fronteiras que me separam do resto do mundo. e como elas estão rodeadas de altos e inacessíveis muros... reconhecer-me como sou.

numa aula de biologia, deixar que me dissequem. o coração o fígado o estômago (onde se acumulam os sucos gástricos). e reconhecer-me. sou eu. i'm part of it too...




beck
imagens de "eternal sunshine of the spotless mind"

meet me at montauk