28 de setembro de 2007

'cause you're a superstar


antes que o dia acabe amiga... parabéns uma vez mais. desta vez um pouco mais longe mas nunca distante! ;)

adoro-te. beijos cheios de saudades!

20 de setembro de 2007

forbidden colours

Jantáramos os dois pela primeira vez:
amizade ou amor, pouco interessava
desde que alí estivesses. O meu mundo
ia mudando à medida do teu,
a cada gesto vão da vã conversa
antes que fôssemos pIo Bairro Alto
e enfim o Lumiar, a tua casa.
Eu podia contar uma história, dizer
como aquele rosto atravessava o meu -mas não,
«nada de narrativas, nunca mais».
Apenas a certeza de estar morto
há tanto tempo, que já não me lembro
de cor nenhuma dos teus olhos. Não,
já não existe o dia nem a noite
e este silêncio deve ser talvez
a única resposta. É bem melhor
ficar à espera de que não regresses.



Fernando Pinto do Amaral
A Escada de Jacob
Assírio & Alvim






my heart has forbidden colours...

13 de setembro de 2007

escritas

na sequência de uma acesa discussão, à hora de jantar, em terras mouriscas...

sim, deixei de escrever porque dentro de mim já nada há que me peça água ou o sumo de bagos de romã...
e isso nada tem de trágico ou de cómico permanecendo única e apenas um facto do que são agora os meus dias. há outras formas de expressão... e a escrita deixou, pura e simplesmente, de ser uma delas para mim...

li este texto e lembrei-me que, um dia, também eu escrevi algo assim sobre o percurso que a escrita haveria de fazer na minha vida....


Se um jovem escritor conseguisse abster-se de escrever, não deveria hesitar em o fazer
André Gide

6 de setembro de 2007

1234

ando musical... e o mais incrível neste (além de me pôr bem disposta) é que, ao que paprece, foi gravado num só take... caso pra dizer.... FEIST!