23 de junho de 2012

o teu corpo contra o meu num abraço sem fim.



e eu podia viver uma vida inteira dentro deste momento.

Sem comentários: