14 de agosto de 2012

na tua mão, a foto. olhamos para ela e não nos reconhecemos. a memória que tínhamos desse momento esvaiu-se nas tuas e nas minhas mãos. 


mas parecemos contentes.

Sem comentários: