28 de maio de 2013

Quando a adrenalina passa e o coração passa a bombar sangue a um ritmo normal. 

Há um vazio. Sem nenhuma falta, sem nenhuma forma. Um vazio apenas. Não uma ausência. Apenas o nada, o zero. 

27 de maio de 2013

"saio hoje ao mundo,
cordão de sangue à volta do pescoço,
e tão sôfrego e delicado e furioso,
de um lado ou de outro sempre um sufoco,
iminente para sempre"

Herberto Helder 

Tive quase pudor de postar isto, de tão intimo o sinto...

15 de maio de 2013



But I am the greatest motherfucker
That you're ever gonna meet
From the top of my head
Down to the tips off the toes on my feet

 So go ahead and love me while it's still a crime
And don't forget you could be laughing
65 percent more of the time

13 de maio de 2013

"aos trinta diria que o coração já pede amores mais subterrâneos o platónico anda muito lá pelas copas das árvores"

 .jb. dixit.

 caramba... devíamos falar mais vezes sobre a natureza literal do amor.

11 de maio de 2013

Tu que buscas companhia / e eu que busco quem quiser

Tu estás livre e eu estou livre
E há uma noite para passar
Porque não vamos unidos
Porque não vamos ficar
Na aventura dos sentidos
Tu estás só e eu mais só estou
Que tu tens o meu olhar
Tens a minha mão aberta
À espera de se fechar
Nessa tua mão deserta
Vem que o amor
Não é o tempo
Nem é o tempo
Que o faz
Vem que o amor
É o momento
Em que eu me dou
Em que te dás
Tu que buscas companhia
E eu que busco quem quiser
Ser o fim desta energia
Ser um corpo de prazer
Ser o fim de mais um dia
Tu continuas à espera
Do melhor que já não vem
E a esperança foi encontrada
Antes de ti por alguém
E eu sou melhor que nada

8 de maio de 2013

too good for me



and yet, I keep coming back to you. se ao menos me deixasses ter uma noite tranquila... sem me invadires os sonhos. e depois as vontades. e os dias. é uma aprendizagem. estar perto e, ainda assim, longe. saber que sabes que eu não mereço esse amor.