30 de janeiro de 2014

as coisas que nos dizemos para disfarçamos as verdade do que sabemos.

inícios de frases, repetidos à exaustão. sem nenhum ponto que as finalize. nenhum verbo nas tuas palavras.

no fim, os corpos que nos uniram, não nos servem de nada. nem sequer abrigo oferecem...

2 de janeiro de 2014

é algo que te atinge de repente. sobe espinha acima e pára na base da nuca para voltar a descer contra a garganta, pelo avesso do peito, com a mesma velocidade.



You're lucky, the bedroom's my runway
Slap me! I'm pinned to the doorway
Kiss, bite, foreplay