23 de fevereiro de 2014

Não há nada em mim que seja sensível. E toda eu estou em carne viva

Sem comentários: